Atualmente o faturamento do Microempreendedor Individual é de R$ 81.000,00 anual ou R$ 6.750,00 por mês, não podendo ter participação em outra empresa. Podendo Contratar somente um empregado que receba o salário minimo ou piso da categoria.

Quando o MEI Deve Fazer sua Migração para Microempresa?

  • Quando seu faturamento ultrapassar o valor permitido;
  • Na contratação de mais de 01 empregado;
  • Exercer uma ocupação/atividade que não esteja na listagem de ocupações permitidas;
  • Abertura de uma Filial;
  • Necessidade de um sócio, se tornar sócio ou administrador de uma outra empresa.

Como fazer a Migração para Microempresa?

Primeiramente procurar um Contador da sua confiança para fazer o pedido de desenquadramento junto a Receita Federal.

A CONTROLLER conta com profissionais que irão fazer uma triagem identificando qual a melhor forma de fazer o seu pedido de desenquadramento. Evitando prejuízos e aborrecimentos ao empresario.

Principais Impactos na Migração de SIMEI para Microempresa

  • Recolhimento do seu INSS de 5% (Simples Nacional) para 11% (Simples Nacional)
  • Aumento na sua carga tributária

Alguns Exemplos:

  • Empresa de comércio que pagam R$ 1,00 de  ICMS para 4% sobre o faturamento enquadrado no anexo I do Simples Nacional;
  • Indústria se enquadrando no anexo II do Simples Nacional iniciando 4,5% sobre seu faturamento;
  • Serviços que pagam R$ 5,00 de ISS, podendo ser enquadrar no anexo III do Simples Nacional iniciando com 6% sobre seu faturamento.